EADes

Uma experiência com o iPad na sala de aula

A professora Angela Maria Fittél Maluf, professora do 1° ano do Ensino Fundamental do Colégio La Salle São João, aceitou o desafio de escrever um texto sobre a experiência que teve com o iPad na sala de aula. Ela participou do curso que a EADes ministrou para o grupo de professores do Colégio. Ao final do curso, eu, Adriana Gandin (o professor do professor, como expresso no texto), fui à sala de aula para acompanhar uma atividade da professora Angela.

Confiram o texto da professora Angela:

Ser professor de uma escola particular de grande visibilidade nos leva a estar sempre em movimento e aplicando inovações. O professor está sempre lendo, em busca de atualização. Estar estudando é o ponto de partida para vislumbrar novas práticas e enriquecer a sala de aula. Quando o professor ama sua escolha profissional e deseja manter-se ativo na sala de aula, ele aprende sempre, o desejo de aprender se mantém vivo dentro dele. O professor que se permite ser um aprendente quer logo colocar em prática suas descobertas e levar para a sala de aula o que aprendeu, vivendo junto e ao lado do aluno novas aprendizagens. E foi isso que aconteceu logo após o curso de iPad. O aluno vê o uso do ipad de forma mais próxima porque para a criança a tecnologia já faz parte do seu dia a dia. A criança utiliza o ipad com mais naturalidade e faz os jogos educativos com grande entusiasmo. No caso da alfabetização, os alunos que ainda não estão lendo se esforçam para ler e resolver os novos desafios propostos e percebe-se um novo envolvimento para descobrirem as letras e palavras, o ipad serve para revigorar o desejo de aprender. Ainda há outro lado desta experiência com o ipad na sala de aula que eu gostaria de relatar. As crianças normalmente pensam no professor como aquele que “já sabe tudo” e quando elas descobrem que o seu professor também estuda, perguntam: – E tu vai para a aula aprender? E se acontecer de o professor do professor deles ir até a turma trabalhar com as crianças então a experiência é ótima, as crianças ficam surpresas e curiosas para saber como é o professor do professor. Cria-se um novo vínculo e uma nova relação com as crianças, de proximidade ainda maior. O professor passa a colocar-se no lugar da criança, sente o que a criança sente quando descobre, tem as mesmas expectativas, vive os mesmos erros, sente os mesmos medos, os mesmos desafios, e passa a olhar e entender melhor como é esse lindo mundo da aprendizagem, que nos encanta, que nos faz estudar tanto para melhor observar e entender. A experiência com o ipad na sala de aula me fez viver estes momentos, voltei a ter viva dentro de mim a criança aprendente. E os relatos das crianças da minha turminha foram muito alegres e mostram que todas as tecnologias podem e devem vir para a sala de aula se tivermos conhecimento para utilizá-las.

10 de dezembro de 2014

0Respostas em Uma experiência com o iPad na sala de aula"

Deixe sua mensagem

    Av. Montenegro, 13 sala 404 Petrópolis - Porto Alegre/RS CEP:90460-160